Considerações inacabadas sobre a penetrabilidade

por not marriage material

A penetrabilidade feminina

Mulheres são penetráveis. Homens penetram.

Quando falamos de igualdade sexual não podemos esquecer essa diferença. A igualdade supõe a diferença, depende dela. Mulheres e homens não são iguais. Mulheres não são todas iguais. Homens também não.

Mulheres são penetráveis. É isso que faz de uma mulher uma mulher. Desejam ser penetradas.

Homens não são penetráveis, homens penetram. É isso que faz de um homem um homem. Desejam penetrar.

A homossexualidade revolucionária

É ameaçador que uma mulher penetre a outra, e é assustador que um homem seja penetrado.

A homossexualidade desestabiliza tudo o que define mulheres e homens sexualmente. Desestabiliza os papeis. Torna homens penetráveis. Quando um homem toma consciência da sua penetrabilidade, toma consciência também da sua vulnerabilidade. Quando um homem mostra interesse sexual em outro homem, é comum que, sendo heterossexual, esse último se sinta ameaçado. Então as mulheres dizem: “Agora você sabe como nos sentimos”, e o homem diz: “Não é a mesma coisa”. O homem penetrável é um absurdo.

Todo homofóbico é misógino. Odeia saber que homens penetram outros homens porque agora tem medo de ter um buraco. Buracos são coisa de mulher. Elas que lidem com o medo, elas que lidem com a ameaça da penetrabilidade absoluta.

A confusão do desejo ou vaginas não são buracos

Se o desejo do homem é penetrar, ele deve penetrar quando quiser. O desejo masculino heterossexual é o desejo dominante. Ele é o desejo normal. O desejo que deve ser obedecido e a partir do qual todos os outros devem ser definidos.

Talvez venha daqui a confusão sobre o desejo feminino. Uma mulher parece sempre pronta a ser penetrada, o homem tem que estar preparado para penetrar. O desejo da mulher não é tão aparente, não é tão visível. É daí que vem também a confusão sobre violência sexual. Se mulheres gostam de ser penetradas, porque penetrá-las seria violento?

Um pênis não é penetrável. Portanto não é fisicamente possível forçá-lo ao sexo.

Vaginas são penetráveis. São buracos. Se sou um homem, posso penetrar buracos quando eu quiser. Mas e o querer dos buracos? Buracos não tem querer. Buracos são buracos esperando para serem preenchidos.

Querido, repita como um mantra: a vagina não é um buraco.

Anúncios